Poster "Grow your own food"

Poster "Grow your own food"

Como todos sabem, períodos de guerra são também períodos de escassez, mas algumas pessoas enxergam justamente nessas dificuldades algumas ótimas oportunidades de mudança.
Devido à péssima experiência da falta de alimentos durante e após a I Guerra Mundial o governo Inglês resolveu que algo deveria ser feito para que o mesmo não se repetisse com o estouro da II Guerra Mundial.
Por volta de 1940, muitos itens se tornaram raros nas mesas inglesas, como por exemplo, a carne e algumas frutas, e produtos que formavam a cesta básica da época passaram a ser racionados nas quitandas e armazéns. Porém todo esse racionamento teve seu lado positivo, ele fez com que as pessoas aprendessem a plantar e cozinhar aproveitando ao máximo cada alimento.
O governo criou um programa chamado “Ministry of food(Ministério da Comida), que era um esforço coletivo, iniciativa do governo junto à população, com o intuito de orientar sobre o racionamento e a produção de alimentos.
Algumas dessas iniciativas foram:
– Reduzir a quantidade de insumos importados incentivando a produção local -> para isso diminuíram a produção de carne e aumentaram a de vegetais pois para produzir frutas e legumes é necessário um espaço muito menor do que para criar animais.
– Campanhas por rádio, cinema e cartazes divulgando a ideia de plantar o próprio alimento em casa. Para isso eram usados lemas como Grow Your Own Food (Plante o seu próprio alimento) e War on Waste (Guerra ao desperdício)
– Ensinar a população a cozinhar com o pouco alimento que tinham e mesmo assim manter uma alimentação saudável.
Foi desse último item que surgiu a ideia mais interessante. O governo inglês convocou chefs de cozinha e também algumas donas de casa que cozinhavam bem para ajudar no plano. Os chefs criavam receitas com os alimentos disponíveis no país e elas eram colocadas em cartilhas e distribuídas à população.
As donas de casa foram recrutadas para viajar pela Inglaterra para dar dicas sobre alimentação e preparo dos alimentos à toda a população.
O fato é que toda essa guerra sangrenta e a escassez de alimento fizeram com que o governo e a própria população parassem para prestar atenção à saúde local. Foi uma forma do governo inglês se preocupar com o povo ao invés de apenas olhar para a guerra. E nunca o país inteiro esteve tão saudável e se alimentou tão bem como no final da II Guerra Mundial.

Informações retiradas do livro Revoluções na Cozinha de Jamie Oliver  e do site http://www.bbc.co.uk/blogs/portuguese/

Anúncios